(11) 4123-5677 | (11) 4121-9934 | (11) 94886-0221

atendimento@fluxo.com

Todos conhecemos um familiar ou amigo que tem uma ou mais feridas nas pernas. Outras vezes, andando na rua vemos algumas pessoas com as pernas enfaixadas.
As feridas dos membros inferiores são, em grande parte, originárias de problemas vasculares mas outras doenças podem causar lesões ulceradas nos membros.
Existem várias causas para as úlceras de causa vascular de membros inferiores e estas vão desde gangrena por obstrução das artérias até úlceras neuropáticas causadas por alterações de sensibilidade e movimento dos membros, comuns em diabéticos e em pacientes com hanseníase. Úlceras crônicas de origem infecciosas e parasitárias são menos comuns no nosso país atualmente, principalmente nos centros urbanos.

As feridas de causas vasculares podem ser:

  • Isquêmicas, por falta de circulação arterial, mais comuns em pacientes com doença arterial obstrutiva (diabéticos, fumantes e dislipêmicos).
  • Microangiopáticas, por uma diminuição do fluxo sanguíneo na pele (mais comum em pacientes hipertensos graves mal controlados);
  • Venosa, como o nome já diz, decorrente da insuficiência venosa crônica (varizes).

Cada um dos tipos de úlceras tem apresentações clínicas discretamente diferenciadas para um observador bem treinado que, somadas às informações da história e exame clínico dos diversos sistemas, conduzem ao diagnóstico da causa de cada tipo de úlcera.

Úlcera varicosa:

Úlcera varicosa

Úlcera varicosa – notar a região na face interna do tornozelo


As úlceras varicosas apresentam-se tipicamente como feridas na face interna da parte mais baixa da perna (próximo ao tornozelo) com bordas geralmente bem identificadas e fundo avermelhado ou esbranquiçado na dependência do grau de cicatrização. Podem ser dolorosas, mas habitualmente doem menos que as úlceras isquêmicas e microangiopáticas. Obviamente há varizes associadas e geralmente são de graus bastante avançados. Essas úlceras varicosas podem surgir espontaneamente, após pequenos traumas, coceiras ou mesmo a partir do sangramento de varizes próximas ao tornozelo ou pés. As úlceras varicosas podem ter tamanhos variados conforme o tempo de evolução, quantidade de varizes e se foi tratada ou não. Podem variar de poucos centímetros de diâmetro até se estender por toda circunferência da perna.
O tratamento das úlceras varicosas também é diferente do tratamento dos outros tipos de feridas. Repouso com os membros inferiores elevados, curativos, bota de Unna, antibióticos se necessário, uso de meias elásticas e medicações flebotônicas são medidas gerais e específicas para tratamento dessas feridas. As medidas específicas visam a correção ou atenuação da insuficiência venosa por tratamento das varizes por cirurgia de varizes convencional, cirurgia de varizes a LASER ou radiofrequência ou escleroterapia com espuma densa.
Úlcera varicosa em paciente com varizes

Úlcera varicosa em paciente com varizes


Posteriormente, em outros artigos, falaremos mais sobre os outros tipos de feridas vasculares.
Lembre-se, as úlceras de membros inferiores devem ser avaliadas por um angiologista ou cirurgião vascular.
Dr. Robson Barbosa de Miranda.
 

Veja também assuntos relacionados:

Share This
Whatsapp