(11) 4122-6700 | (11) 4123-5677 | (11) 94886-0221

atendimento@fluxo.com

Dúvidas frequentes sobre aplicação de vasinhos.

 

1- Quantos dias leva para sumir depois de secar os vasinhos?

Alguns dias. O processo de desaparecimento dos vasos não é imediato. Para que ocorra, depende da interação entre o líquido (ou a espuma) injetado e a parede do vaso. Em um primeiro momento a substância injetada “empurra” o sangue ocupando seu espaço.

Nesse momento, o efeito visual é imediato e dá impressão do desaparecimento instantâneo dos vasinhos. No entanto, é somente a prova de que a injeção foi correta e que o esclerosante está chegando e se difundindo dentro dos vasos. O resultado da secagem dos vasinhos é obtido após algum tempo da realização do procedimento.
O vídeo abaixo demonstra bem isso:

A substância injetada pode ter características químicas diferentes, entretanto o efeito final é a lesão da parede interna daquele pequeno vaso sanguíneo. Tanto é assim que alguns minutos após a injeção, as pequenas veias e a pele ao redor estão avermelhadas. É o processo inflamatório desejado começando.

Ao longo dos próximos dias, esse processo inflamatório desencadeia o fechamento e o desaparecimento dos vasos. Ao fim de 3 ou 4 dias já se nota a melhora.

Imagem demonstrando as telangiectasias (vasinhos) e suas veias nutridoras

2- É possível eliminar todas as veias em uma única sessão?

Em geral, raros são os casos em que a eliminação total e absoluta dos vasinhos é obtida em sessão única. Esses microvasos podem se apresentar agrupados, difusos ou até mesmo de forma mista. Por melhor que seja a técnica, a substância esclerosante ou facilidade individual de desaparecimento dos vasinhos é quase impossível secar todos os vasinhos tudo em uma única sessão.

Um dos principais motivos é porque a concentração do esclerosante não é igual em todos os vasos e seus ramos após ser injetada. Os vasos mais próximos do local da injeção recebem a substância mais concentrada que aqueles vasinhos mais distantes do local da injeção. Outro motivo é o tipo de vasinho.

Os vasinhos mais vermelhos, localizados na parte de dentro da coxa assim como aqueles mais espalhados são os mais difíceis de secar. Por outro lado, os vasinhos mais roxos são mais fáceis de secar porque habitualmente são vasos mais doentes e respondem melhor ao tratamento.

3- É comum hematomas após secar vasinhos? É verdade que depois a perna fica com manchas roxas?

Após secar vasinhos é frequente o aparecimento de equimoses (os roxos na camada mais superficial na pele) após a sessão de escleroterapia de varizes, tanto no mesmo dia, quanto nos dias subsequentes.

Essas equimoses são normais e ocorrem porque os vasos foram perfurados para a injeção e sangram um pouco na pele. Tais manchas em geral não exigem cuidado adicional e desaparecem espontaneamente em duas ou três semanas, sem mesmo necessitar usar qualquer medicação.

4- Eu tenho 16 anos e apareceram alguns vasinhos na parte de trás das coxas e um pouquinho dos lados, é recomendável eu fazer esse tratamento?

Optar por fazer o tratamento das varizes ou dos vasinhos é uma questão de cunho pessoal. Em geral, evitamos tratar crianças e adolescentes, mas se há um intenso desconforto com a autoestima, podemos tratar. Obviamente que em pacientes menores de idade o assunto tem que ser discutido com os pais ou responsáveis.

Uma visão muito pessoal é que por ser um tratamento minimamente invasivo, mas ainda sim desconfortável para algumas pessoas, deve ser adiado ao máximo em adolescentes. Entretanto isso é uma questão que não deve ser generalizada e avaliada caso a caso.

5- Quero fazer uma tattoo por cima para disfarçar os vasinhos. Eu posso? É recomendável?

É possível, embora não penso que seja recomendável. É mais fácil e mais saudável fazer a escleroterapia dos vasinhos para trata-los eliminando o problema. Outra coisa; fazer a tatuagem sobre um aglomerado de vasos pode fazer com que sangre mais durante a realização dela. Talvez fazer a tatuagem para esconder os vasos seja a melhor estratégia.

 6- É possível secar vasinhos estando menstruada?

Sim! Claro! Não há limitação alguma para secar vasinhos durante o período da menstruação. Não influenciará o resultado, não sangrará mais, não aumentará os riscos de complicações.

Na minha prática, o que percebo é que as pacientes se tornam um pouco mais sensíveis às picadinhas, queixando-se de mais dores no procedimento durante esse período. É possível que seja uma questão relacionada a toda modificação hormonal do período ou mesmo por aspectos psicológicos de desconforto ou vergonha (injustificada na minha opinião) daquela condição momentânea.

Gostaria de saber mais sobre vasinhos, clique aqui e se informe mais.

A Clínica Fluxo dispões de médicos experientes e têm disponível todas as modalidades de tratamento de varizes e vasinhos, desde a escleroterapia simples até o tratamento a LASER.

E lembre-se, escleroterapia de vasinhos é uma atribuição médica. Você não confiaria sua saúde a um curioso, não é mesmo?

Dr. Robson Barbosa de Miranda é Angiologista, Cirurgião e Ecografista Vascular 

Anticoncepcional e trombose

Quem teve trombose venosa profunda ou embolia pulmonar pode usar anticoncepcional hormonal? O anticoncepcional hormonal oral é um método de contracepção muito popular pela comodidade, boa tolerância e baixos níveis de complicações. A maioria dos contraceptivos orais...

Escleroterapia de varizes ou aplicação de vasinhos

O que é a escleroterapia de varizes (também conhecida como aplicação de vasinhos)? A escleroterapia de varizes, também conhecida como aplicação de vasinhos, é o processo pelo qual os vasinhos (telangiectasias – pequenos vasos avermelhados ou arroxeados visíveis na...

I Encontro do LinfoABC – Aula: Linfocintilografia

No dia 21 de maio de 2013 ocorreu o primeiro encontro do LinfoABC - Grupo de estudos de doenças linfáticas. A primeira aula foi ministrada pelo Dr. Adriano Valente, médico especialista em Medicina Nuclear, Diretor da Clínica de Diagnóstico em Medicina Nuclear...

Quais são as causas das varizes?

Causas das varizes As causas das varizes nas pernas dependem de vários fatores que estão associados ao aparecimento ou maior gravidade da insuficiência venosa: Genética: as varizes, em última instância, são de origem genética. Algumas pessoas nascem com uma tendência...

Cobertura Jornalística do Trombo-Talk no Dia Mundial da Trombose

Dia Mundial da Trombose Cobertura jornalística do Programa Joaquim Alessi do evento Trombo-Talk, ocorrido em 13 de outubro de 2016 na Associação Paulista de Medicina, em comemoração do Dia Mundial da Trombose. https://youtu.be/wlghbv6dNyI?t=48m32s ...
Share This
Whatsapp