(11) 4122-6700 | (11) 4123-5677 | (11) 94886-0221

atendimento@fluxo.com

QUEM ESTÁ SOB RISCO DE TROMBOSE VENOSA EM VIAGENS AÉREAS?

Muito se fala sobre o risco de trombose venosa profunda e embolia pulmonar durante e após viagens aéreas. O assunto volta à tona na mídia frequentemente nos períodos de férias onde aumenta o número de viagens aéreas. As principais dúvidas são:

  • Quão frequentemente ocorre a trombose venosa profunda durante viagens aéreas?
  • Existem pessoas com maiores riscos?
  • Viagens mais longas aumentam o risco de tromboembolismo pulmonar (trombose venosa profunda e/ou embolia pulmonar)?

Trombose venosa profunda durante viagens aéreas

Trombose venosa profunda durante viagens aéreas


Quando se quer a melhor resposta baseada em estudos clínicos, existe um tipo de estudo científico chamado revisão sistemática que avalia os resultados de diversos estudos em uma única análise, aumentando a precisão dos resultados obtidos, aumentando a eficácia dos dados. As informações apresentadas abaixo se baseam em alguns desses estudos (citados ao fim do texto).
Na realidade a trombose venosa profunda e a embolia pulmonar após viagens de avião são, de fato, eventos pouco frequentes. Em um estudo onde 8755 trabalhadores de companhias aéreas foi acompanhado observou que após 8 semanas, equivalentes a 102.429 horas/voo (de longa distância), foram diagnosticados somente 22 epsódios de tromboembolismo venoso, o que equivale a 1 trombose venosa profunda ou embolia pulmonar a cada 4.656 horas de voo de longa distância.
Outro estudo encontrou a incidência de 0,5 casos de embolia pulmonar a cada 1.000.000 de viajantes no dia da chegada do voo e 27 epsódios de trombose venosa profunda ou embolia pulmonar após 2 semanas da chegada do voo.
Apesar da baixa taxa de incidência de tromboembolismo pulmonar após viagens aéreas, há aumento do risco quanto maior o tempo de voo, sendo o maior risco em voos com mais de 8 horas de duração.
Outros fatores que aumentam o risco de trombose venosa profunda/embolia pulmonar após viagens aéreas são distúrbios de coagulação (trombofilias), obesidade grave, mobilidade limitada, câncer e varizes de grosso calibre.
Em resumo, o tromboembolismo venoso após viagens aéreas não é um evento comum; mas em decorrência da cada vez maior mobilidade aérea, o número absoluto tende a aumentar, gerando a sensação de que é mais comum do que os dados científicos nos informam.

MEDIDAS DE PREVENÇÃO À TROMBOSE VENOSA PROFUNDA EM VÔOS

Devemos lançar mão de estratégias para reduzir o risco de tromboembolismo venoso após voos. Algumas sugestões:

  • Use meia elástica de compressão graduada durante o voo,
  • Não permaneça muito tempo sentado, imóvel na poltrona. Levante vez ou outra e caminhe pelo corredor. Aproveite as idas ao banheiro para exercitar suas pernas;
  • Enquanto sentado, faça movimentos de flexão plantar (forçando o pé para baixo) ou dorsal (forçando o pé para cima) esporadicamente;
  • Hidrate-se durante o voo;
  • Evite bebidas alcoólicas durante o voo (facilitam a desidratação, que aumenta a viscosidade do sangue, uma das causas de trombose);
  • Se você já teve trombose venosa, embolia pulmonar ou tem uma trombofilia conhecida, você precisará orientação do seu médico para profilaxia (prevenção) específica.

Informações sobre prevenção de tromboembolismo venoso em geral pode ser encontrada na campanha mundial contra a trombose.
Boa viagem!

Referências:
  1. Kuipers S, Cannegieter SC, Middeldorp S, et al. The absolute risk of venous thrombosis after air travel: a cohort study of 8,755 employees of international organisations. PLoS Med. 2007;4:e290.
  2. Philbrick JT, Shumate R, Siadaty MS, et al. Air travel and venous thromboembolism: a systematic review. J Gen Intern Med. 2007;22:107-114.
  3. Chandra D, Parisini E, Mozaffarian D. Meta-analysis: travel and risk for venous thromboembolism. Ann Intern Med. 2009;151:180-190.
  4. Belcaro G, Geroulakos G, Nicolaides AN, et al. Venous thromboembolism from air travel: the LONFLIT study. Angiology. 2001;52:369-374.

Dr. Robson Barbosa de Miranda

Share This
Whatsapp